ComTexto
A nova versão da Ciência & Prática agora é digitalComTexto

No calor da luta

Rubens Stamato

Presidente do GTACC

rubensstamatojr@terra.com.br

 

A satisfação por apresentar novidades é própria do ser humano. A partir deste número, Ciência & Prática transforma-se em um veículo digital. Continuará fiel às suas origens. Continuará a preservar o seu compromisso com o leitor de divulgar a boa informação, atualizando técnicas e trazendo as novidades que farão a diferença na tomada de decisões perante os negócios agrícolas.

Comemorando essa transformação – e com imensa satisfação – divulgamos a realização do 10°. Workshop de Irrigação do GTACC dentro do programa oficial do Congresso Internacional de Citricultura, evento organizado a cada quatro anos pela Sociedade Internacional de Citricultura, que acontecerá em Foz do Iguaçu, PR, no próximo mês de setembro, homenageando a jovem e promissora citricultura paranaense. O tradicional Workshop de Irrigação do GTACC, em parceria com o Instituto Agronômico de Campinas, é um encontro bianual que destina sua renda para o Hospital de Câncer de Barretos.

A destacada participação do GTACC neste fórum internacional reveste-se de suma importância em função da expectativa da participação de mais de 1.500 profissionais do setor citrícola, congregando a produção e a pesquisa científica realizada nesta área em mais de 150 países.

Privilegiando a produtividade, o GTACC faz do seu Workshop e da irrigação, assuntos da mais alta relevância, responsáveis por manter e incentivar a continuidade do setor produtivo em tempos tão delicados. Uma matéria interessante aborda a necessidade do monitoramento constante da condição salina no manejo da fertirrigação. Métodos práticos, muitas vezes, auxiliam a condução técnica e são fontes de pesquisa.

Pesquisa que trabalha arduamente na busca de soluções contra o HLB/Greening, doença terrível dos pomares mundiais. Na Flórida (EUA), a termoterapia é uma técnica proposta como nova ferramenta no conjunto de ações contra o mal. Colocada em cheque sob a análise pessimista de muitos, a metodologia que se utiliza da temperatura como arma contra o Greening, é a prova de que nenhuma premissa é posta de lado pelo espírito empreendedor norte-americano, que – diga-se, também – recebe uma justa remuneração para que sua laranja não abandone a cena. Talvez seja esse o calor necessário para o enfrentamento dessa luta.

A edição destaca a participação diferenciada de outras boas alternativas, como o árduo trabalho de um citricultor que comercializa sua própria fruta, a coragem de um empresário que continua a acreditar e a investir na agricultura e a tenacidade de um pesquisador que enxerga um grande potencial de mercado em variedades exóticas.

Aproveitem e tenham uma boa leitura!

Editorial