Plene Emerald promete simplificar o sistema de plantio da cana-de-açúcar
Plene Emerald promete simplificar o sistema de plantio da cana-de-açúcarCanaOnline

Syngenta lança tecnologia que promete revolucionar o sistema

Danila Corassari

Engenheira Agrônoma

danilacorassari@gmail.com

Nova semente artificial de cana-de-açúcar poderá trazer maior simplicidade e eficiência no plantio da cultura

A Syngenta, multinacional fundada em 2000 com sede na Suíça, lançou uma nova tecnologia que promete revolucionar todo o setor sucroalcooleiro.
Trata-se do Plene Emerald, semente artificial de cana-de-açúcar constituída por cápsulas que, em seu interior, apresentam alguns propágulos vegetativos protegidos de danos físicos e de perda de umidade.

Com esta semente, todo o setor sucroenergético poderá ser modificado, uma vez que o modo do plantio será inovado, se assemelhando ao de grãos no Brasil.

O sistema convencional de plantio mecanizado de cana-de-açúcar é extremamente complexo, caro e exige uma ampla quantidade de mudas (cerca de 20 toneladas para um hectare). Além disso, a logística necessária envolve diversos maquinários pesados. Com o Plene Emerald, no entanto, o plantio poderá ser feito de maneira mais rápida, com maquinário de menor porte e mais eficiente, e utilizando menos mudas (ao redor de 200 kg para plantio de um hectare).

O Plene Emerald será plantado na janela ideal de plantio, otimizando o crescimento e a produtividade das plantas. Além disso, toda cana que é usada como viveiro no sistema mecanizado atual poderá ser destinada à produção de açúcar, etanol e energia. O produtor rural poderá ser beneficiado com essa tecnologia, pois poderá escolher a variedade que deseja, de forma mais simples e com menor custo.

A semente Plene Emerald está em teste no campo desde 2016 e os principais parâmetros agronômicos estão sendo avaliados. De acordo com a multinacional, os resultados têm sido muito promissores.

A partir do próximo ano, a Syngenta pretende escolher algumas usinas para montar ensaios controlados nas condições dos clientes. Com base nos resultados, deve partir para a comercialização em larga escala.

A Syngenta já vem trabalhando com tecnologias de plantio de cana-de-açúcar há mais de 10 anos. No caso do Plene Emerald, todo o conhecimento interno da multinacional foi aportado com mais uma tecnologia licenciada de uma empresa do Canadá.

A origem do Plene Emerald é a biofábrica da Syngenta em Itápolis. O preço da nova semente ainda não foi definido, mas o objetivo é que essa tecnologia proporcione uma redução no custo de produção de uma tonelada de cana.

62ª edição