Empresa costarriquenha presente no Simpósio GTACC de Irrigação

Empresa costarriquenha presente no Simpósio GTACC de Irrigação

Danilo José Fanelli Luchiari

Consultor GTACC/Recursos hídricos e meio ambiente

danilo.luchiari@hotmail.com

 

GTACC contará com empresa da Costa Rica, exemplo de administração empresarial, como uma das patrocinadoras do 10º. Simpósio de Citricultura Irrigada, durante o ICC2016. A TicoFrut orgulha-se do seu empreendedorismo baseado no desenvolvimento sustentável. Produz sucos e derivados, além de constituir-se em uma séria entidade patrimonial voltada para a qualidade, ampliando as condições socioeconômicas das regiões geográficas onde desenvolve a produção

Entre os dias 18 e 23 de setembro, ocorrerá o maior evento da citricultura mundial, o ICC2016 – International Citrus Congress, e dentro do congresso, no dia 22 de setembro, será realizado o 10º Simpósio de Citricultura Irrigada, organizado pelo GTACC, em parceria com o Instituto Agronômico de Campinas.

Para a realização das edições do simpósio o GTACC conta com a colaboração de patrocinadores, normalmente empresas atuantes no país e ligadas diretamente ao setor. Este ano, devido ao evento ser de âmbito internacional, o GTACC tem a satisfação de contar com o patrocínio de uma empresa processadora de suco de laranja instalada na Costa Rica: a TicoFrut SA.

Fundada em 1986, por Carlos E. Odio, engenheiro industrial especialista em construção de fábricas de suco. Odio foi proprietário da Gumaco no Brasil na década de 80 do século passado, quando chegou a fornecer mais de 90% dos equipamentos utilizados pelas indústrias de laranja do Brasil. Atualmente, o controle da empresa é exercido pelos grupos Pellas, da Nicarágua, e Motta, do Panamá.

A TicoFrut processa laranja e abacaxi. Conta com uma linha de produtos que inclui suco congelado concentrado de laranja (FCPJ), suco congelado concentrado de abacaxi, polpas de cítricos e d-limoneno. Normalmente, o processamento de laranja é feito nos meses de outubro a junho, enquanto que o abacaxi é industrializado ao longo de todo o ano.

Localizada estrategicamente no distrito de Aguas Zarcas de San Carlos, tem os seus principais pomares de laranja situados num raio de 50 km, estando cerca de 120 km ao norte de San José – capital da Costa Rica – e, cerca de 160 km de Puerto Limon – na costa atlântica, o principal porto de exportação do país. É a maior esmagadora da Costa Rica, com capacidade de processamento de 7,5 milhões de caixas de citros/ano, com uma destacada produção de sucos e derivados de alta qualidade. Toda a produção é exportada, principalmente para Estados Unidos, União Europeia, Ásia e, ocasionalmente, para a África.

A qualidade é o ponto alto da empresa. Ela confere grande importância à qualidade total, tanto nos produtos finais como em todo processo produtivo, adotando um programa de integração de forma bastante eficaz para prevenir as ações de poluição ambiental – de causa humana e/ou natural, um compromisso de melhoria permanente.

A preocupação, no entanto, vai muito além da excelência na qualidade. Envolve as questões ambientais por completo, com projetos de amplos procedimentos de avaliações para identificar e reduzir impactos específicos e demais impactos potenciais nas áreas de segurança e de saúde. O objetivo é obter alto desempenho ambiental por meio de qualquer operação existente, reduzindo as emissões atmosféricas dos equipamentos, tratamento de águas residuais com capacidade de eliminação de lodo, planta de processo de resíduos da casca da laranja, armazenamento e manuseio correto de materiais perigosos.

As melhorias adotadas dentro da empresa e nas suas áreas produtivas também se estendem para fornecedores de frutas terceirizados. As fazendas citrícolas do grupo estão localizadas no norte da Costa Rica. No sul da Nicarágua, em Riveras, às margens do Rio San Juan, a empresa Frutan também mantém propriedades de citros, destinando toda produção para a TicoFrut.

A região, que envolve o norte da Costa Rica e o sul da Nicarágua, tem uma precipitação pluviométrica média anual superior a 2 mil milímetros. Apesar dessa condição particular, nessa localidade geográfica estão sendo implantados os novos projetos de irrigação por gotejamento para grandes áreas, visando aumentar ainda mais a produtividade e a qualidade das frutas colhidas. A irrigação é somente uma das muitas técnicas adotadas pela equipe de engenharia para revolucionar a citricultura costarriquenha e nicaraguense e as novas áreas de citros seguem os padrões da melhor citricultura mundial.

Técnicas são adotadas desde a formação das mudas – em viveiros próprios – desenvolvendo variedades aptas para região, novos espaçamentos de plantio e prática de todas as ferramentas e manejos de alta performance para condução dos pomares. A necessidade de irrigar nessa região é similar à da paulista, pois, apesar do alto índice pluviométrico anual, no período da florada as chuvas são muito irregulares, comprometendo o bom pegamento das safras e interferindo diretamente na produtividade dos pomares.

A estratégia adotada pela TicoFrut, na parte agrícola tem como responsável o engenheiro agrônomo Thiago Iost Antunes, e pela empresa Frutan, o engenheiro agrônomo Carlos Paulino Hidalgo Zúñiga, responsáveis pelo aumento da área de produção, pela implementação da produtividade dos pomares, pela melhoria da qualidade e eficiência de todo processo produtivo, constituindo-se em um exemplo de sucesso. Esse sucesso é comprovado pelos resultados positivos aferidos e formalizado pelo fomento dos investimentos na empresa, por meio do novo e dinâmico controle acionário, que tem como foco principal o crescimento, mas sempre voltado para o desenvolvimento sustentável.

Informe

Cipermetrina Nortox